Logotipo Gulin

  • GUINCHO PARA MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAS

 

Destinado à movimentação vertical do trabalhador em serviços constantes ou no resgate em espaço confinado.

O guincho Gulin modelo G-6 possui carretel com capacidade de armazenar até 100 m de cabo de aço com 4,8 mm de diâmetro, galvanizado ou inoxidável (para indústrias alimentícias e farmacêuticas) ou galvanizado com revestimento em nylon (espaços confinados com atmosfera potencialmente explosiva).

Obedece à norma NBR 14751 da ABNT, com desempenho comprovado por laudo do Laboratório Falcão Bauer.

Peso: 10 kg.

Fácil e seguro funcionamento: com simples rotação da manivela movimenta-se com mínimo esforço, até 140 kg (pessoa mais material de trabalho).

Para subir: gira-se num sentido. Para descer: gira-se ao contrário. Para parar: basta tirar a mão da manivela. Manopla da manivela dobrável para facilitar o transporte. Podem ser fixados, sem uso de ferramentas, nos tripés e monopés Gulin.

 

 

Importante:

O guincho deve ser usado em conjunto com um travaqueda (modelo retrátil ou deslizante).

 

Fácil transporte: nosso guincho pode ser fornecido em sacola de nylon resinado para transporte e armazenagem.

 

GUINCHO G-6

 

 

SUPORTES GULIN
PARA USO COM O GUINCHO G-6 EM ESPAÇO CONFINADO. RESISTEM À CARGA ESTÁTICA DE 15 KGF CONFORME EXIGÊNCIA DA NBR 14.626 / 627 / 628 / 629 / 751, COMPROVADA POR LAUDOS DO LABORATÓRIO FALCÃO BAUER.

TRIPÉ T-1

Indicado para uso sobre bocais de acesso com até 1,1 m de diâmetro. Produzido em resistente liga de alumínio, altura regulável de 1,1 a 2,3 m, distância entre pernas de 1,1 a 1,7 m.
Possui duas roldanas em nylon, sendo uma para o cabo do guincho, outra para eventual travaqueda retrátil e um olhal para eventual fixação de um travaqueda deslizante. Sapatas em duralumínio antiderrapante, interligadas por corrente de segurança.

Fácil montagem, sem uso de ferramentas.
Peso: 14 kg.
 

Tripé T-1 usado com guincho G-6 e cadeira CS-4

 TRIPÉ T-2

Tripé T-2 usado com guincho G-6 ecadeira CS-4

Indicado para uso sobre bocais de acesso com diâmetro superior a 1,1 m ou em beirais.

Produzido em tubo de aço antiferruginoso.

Possui uma roldana em nylon e um olhal para fixação de um travaqueda.

Peso: 32 kg.

Base de ancoragem: a estabilidade do tripé é garantida por sua base constituída de 12 contrapesos de 25 kg, interligados por dois parafusos.
 

 MONOPÉ-1

Indicado para uso em base fixa (a) instalada em beirais (22 kg) ou em base móvel (b) sobre bocais com até 1,1 m de diâmetro (44 kg).
O Monopé-1 (28 kg) é giratório, para facilidade de resgate pelo vigia.
Produzido em tubo de aço, com acabamento antiferruginoso.

Possui uma roldana em nylon e um olhal para fixação de um travaqueda.


(a)


(b)

 

Monopé -1 com base fixa usado com
guincho G-6 e cadeira CS-4

Monopé -1 com base móvel usado com guincho
G-6 e cadeira CS-4

MONOPÉ-2

Monopé-2 usado com guincho G-6

Indicado para fixação em olhal ou barra horizontal, situada de 1,5 a 3,5 m do piso.

Produzido em dois tubos de resistente liga de alumínio, encaixe telescópico, comprimento variável de 2,2 a 3,5 m.
Possui uma roldana em nylon e um olhal para fixação de um travaqueda.

Peso: 7 kg.

MONOPÉ-3

 

(a)

(b)

Indicado para entrada lateral em Espaço Confinado, o Monopé-3 (25 kg) possuidupla articulação vertical, possibilitando flexibilidade para segura e rápida montagemdos equipamentos fora do espaço e fácil giro do conjunto para dentro do local.

Pode ser usado em base fixa (a) na parede (8 Kg) ou em base fixa (b) no piso (30 Kg).

Produzido em tubos de aço, acabamento antiferruginoso, é usado com o guincho G-6 ou travaqueda resgatador R-20R. Possui uma roldana em nylon e  um olhal para fixação de um travaqueda.

Detalhes de instalação e funcionamento, veja vídeo: "CINTURÕES E TALABARTES".

 INSTRUÇÕES DE USO DO GUINCHO

1 - Carga máxima de trabalho: 140 kg (pessoa mais material de trabalho ou carga).

2 - Para movimentação do trabalhador em serviço constante, o guincho deve ser usado em conjunto com travaqueda e cinturão paraquedista (NR 18).

3 - Para resgate numa emergência, permite-se o içamento do trabalhador sem uso do travaqueda, somente com cadeira suspensa, suporte de ombros, maca ou cinturão paraquedista.

INSTRUÇÕES PARA INSPEÇÃO DO GUINCHO

Antes de cada uso, inspecionar:

1 - O guincho não deve ter peças gastas, quebradas, trincadas ou aparência duvidosa.

2 - Os componentes devem ser inspecionados conforme os seguintes capítulos:

 

- "TRAVAQUEDAS DESLIZANTES EM CABO DE AÇO E CORDA"

- "TRAVAQUEDA RETRÁTIL RESGATADOR"

- "CINTURÕES E TALABARTES"

   


INSTRUÇÕES PARA MANUTENÇÃO DO GUINCHO

1 - Armazenar o guincho limpo e abrigado das intempéries, em lugar seco.

2 - O guincho Gulin deve ser revisado a cada 12 meses pela Equipamentos Gulin conforme exigência da norma NBR 14.751.

 

Para visualizar este vídeo é necessário ter o javascript ativado, considere atualizar seu navegador para um que possau suporte a videos em HTML 5

Alameda Glete, 788 − São Paulo − SP (Próximo ao metrô − estação Santa Cecília) − Fone: 11 3335−5050